sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Curtas e certas


a) Quando eu morrer, quero que seja a dormir pacificamente como o meu avô... Não a gritar aterrorizado como os passageiros que iam no carro dele.


b) Primeiro, o médico comunicou-me a boa notícia: que eu tinha uma doença a que só seria dada uma designação depois da minha morte.


c) Um homem de sucesso é aquele que ganha mais dinheiro do que sua mulher consegue gastar. Uma mulher de sucesso é aquela que consegue encontrar um desses homens.


d) De que forma é que você consegue pôr uma velhinha amorosa de 80 anos a dizer F*D*-S*? Arranjando outra velhinha amorosa de 80 anos e que ao lado da primeira grite «BINGO»!


e) Quando era miúdo, num Natal, eu pedi a Deus uma bicicleta, mas depressa aprendi que não é assim que Deus funciona. Então, no Natal seguinte, eu roubei uma bicicleta e depois pedi-Lhe perdão.


f) Alguns causam felicidade onde quer que vão, outros causam felicidade sempre que vão...


g) Crianças: Você gasta os primeiros 2 anos de sua vida a ensiná-los a andar e a falar. Depois, passa os dezasseis anos seguintes a mandá-los sentar e calar...


h) A altura na vida em que um homem percebe que seu pai tinha razão, é quando ele tem um filho que pensa que ele está errado...


i) Todos nós já ouvimos dizer que um milhão de macacos a bater nas teclas de um milhão de máquinas de escrever, acabaria por reproduzir toda a obra de Shakespeare. Agora, graças à Internet, sabemos que isso não é verdade.

Sem comentários:

Publicar um comentário

;